Marketing Digital

Email Marketing – Obituário

  • By Ana Almeida
  • On 18 Março, 2019
  • 0 Comments

Antes de começarmos todos aos gritos porque “o email marketing está morto!”, paremos e pensemos no seguinte: há estudos que indicam que um email converte 40 vezes melhor do que as redes sociais.

Portanto, sim, o email é, ainda, um canal de comunicação extremamente eficaz, mas que depende de dois aspetos fundamentais: a relevância da mensagem e a otimização.

Vamos por partes…

O que é uma lista de emails?

É, tal como nome indica, uma lista dos teus contactos, com indicação do seu nome e endereço de email, pelo menos, para que possas comunicar com quem já demonstrou, de alguma forma, interesse nos teus produtos ou serviços sendo, por isso, que tens o seu contacto.

Agora, pensa: se alguém te confiou o seu email, qual a melhor forma de devolveres o favor? A nossa sugestão é que devolvas o favor em grande estilo, mas com profissionalismo. Oferece conteúdo de qualidade.

O que é “conteúdo de qualidade”?

Não é mais que conteúdo relevante para o teu leitor, cliente, potencial cliente, seja o que for. Conteúdo útil. E isto pode ser qualquer coisa, dependendo do teu negócio: pode ser um ebook, um infográfico, um estudo, um webinar…enfim. Se estivermos a falar de um ecommerce, o envio das promoções é essencial, por exemplo.

Ou seja, se criares conteúdos ou ofertas personalizadas e segmentadas para o teu público-alvo, estás a apostar no aumento da tua taxa de conversão – mais oportunidades de negócio.

5 dicas para não caíres nas caixas de spam:

Não compres bases de dados/listas de emails

E não é só porque são dispendiosas. Imagina o que é teres uma base de dados com 5 mil emails de 5 mil pessoas que não sabem quem és. Vais enviar-lhes conteúdo sem saber quem são e sem que elas saibam por que motivo estão a receber um email teu. O mais provável é que o teu email vá diretamente para o caixote do lixo. A pessoa do outro lado pode nem ter nada a ver com o teu público-alvo, nem estar minimamente interessada nos teus conteúdos ou ofertas. E ainda ficas conhecido como um grande chato. Provavelmente, se a pessoa estiver num dia “não”, ainda podes ser questionado sobre como obtiveste o seu contacto, e, desde Maio do ano passado que o RGPD (Regulamento Geral de proteção de Dados) não perdoa. Não vale a pena correres este risco. Cria uma base de dados tua, através das tuas redes sociais ou do teu site e trabalha-a, regularmente, no sentido de a teres sempre o mais atualizada possível.

Comunica frequentemente com a tua lista de emails

Não quer dizer que seja todos os dias, nem todas as semanas. Importa que definas uma cadência para o envio dos teus emails: semanal, mensal, o que fizer sentido para ti.

Escolhe uma plataforma de envio de emails para te ajudar na gestão dos envios

Nós usamos o Mailchimp, que nos permite saber quem abriu os nossos emails, quem clicou nalguma imagem, etc. E é uma plataforma gratuita até aos 2 mil subscritores/contactos de email.

Cancelar subscrição da tua lista

Nunca te esqueças de dar a opção de cancelamento da subscrição de forma clara, transparente e simples. Não temas que o façam, aliás. Caso não pretendam receber os teus conteúdos, provavelmente, também não seriam potenciais compradores. Por este motivo, não te sintas frustrado com os cancelamentos. Encara, antes, como uma forma de “self-cleaning” da tua base de dados.

Cross-device

Estamos em 2019…por favor, tem em conta que a maior parte das pessoas usa o telemóvel para tudo. Portanto, preocupa-te em ter o conteúdo dos teus emails otimizado para os vários dispositivos. O Mailchimp já está preparado com diversos templates que são responsivos, ou seja, adaptáveis a telemóvel, tablet e desktop, vulgo, computador. Há uma grande percentagem de utilizadores que, ao abrirem o email e se deparam com conteúdo deslocado, imagens gigantes e outros fenómenos aparentemente estranhos, simplesmente apagam-no.

Se seguires estas dicas vais, com certeza, conseguir comunicar de forma eficaz, regular e não invasiva com o teu público, estabelecer relações com os utilizadores que realmente interessam para o teu negócio, medir os resultados, divulgar o teu projeto, aumentar a confiança dos teus leitores e converter!

Essencialmente, não queres ser mais um email perdido numa caixa de spam, pois não?

0
0
Share: